© 2020 INOVAMO - Construindo decisões inovadoras

  • InovaMo

Boas práticas de educação movem o mundo inclusive o Brasil

Atualizado: 12 de Dez de 2019


De fato a educação é um motor do desenvolvimento e criação de novas possibilidades e tecnologias de qualquer país. Atualmente, pode-se observar alguns exemplos mundiais e até mesmo dentro do Brasil de modelos educacionais que servem de inspiração para o avanço do setor como um todo.

Quando o assunto é educação, a Finlândia é referência mundial. O país está bem posicionado no PISA, uma avaliação internacional que mede o nível educacional de jovens de 15 anos nos países-membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Na edição de 2015, por exemplo, o país nórdico ficou em em 5º lugar em ciências, 4º em leitura e 12º em matemática.

Um ponto a ser observado é a carga horária disponibilizada nas escolas. Diferentemente do Brasil, o período letivo se inicia às 8h30 e se encerra entre 15h e 16h. Entre cada aula, os alunos têm um intervalo de 15 minutos. Alguns intercambistas relatam que se sentiam mais dispostos a aprender devido ao maior tempo de descanso entre as aulas.

Outro fator que se repete em outros modelos é a independência no aprendizado. As escolas finlandesas apresentam o conteúdo de forma tradicional, porém incentivam aos alunos que realizem pesquisas e explorem os assuntos antes das aulas.

O início de tudo

Essa revolução teve início na década de 90. Mas, vale lembrar que historicamente a Finlândia, até um tempo atrás, era um país considerado muito pobre. Com o investimento realizado no setor de educação, foi se transformando e se tornando referência mundial.

Para a reestruturação do setor foram chamadas associações de professores, políticos, pais, membros da academia e diferentes setores da sociedade, pois estavam em desacordo com a forma atual, aplicada em parte do mundo.

Como resultado, já no fim dos anos 90, a chamada peruskoulo da Finlândia, que corresponde à Educação Infantil do Brasil, tornou-se líder mundial em matemática, ciências e interpretação. Ou seja, uma evolução rápida e profunda do sistema. Até hoje, o país desponta no topo do ranking mundial de educação.

Na Austrália

A Austrália também detém exemplos de políticas públicas educacionais diferentes do tradicional utilizado mundialmente. As decisões não são exclusivas do Ministério da Educação do país. O mesmo define em conjunto com as outras áreas e especialidades do setor educacional, que juntos compõem um comitê destinado para este fim.

As diversas perspectivas e diferentes setores tornam a educação da Austrália um dos motores da economia e da criação de políticas públicas do país, pois não nasce do olhar de apenas agentes públicos, e sim de visões técnicas. Por não se comportarem como uma estrutura burocrática, o sistema de educação australiano torna-se dinâmico e abre a possibilidade de inovação às instituições de Ensino Superior.

Para parametrizar as normas de funcionamento e preservar a autonomia supervisionada das IES, há uma agência governamental chamada Australian Qualification Framework (AQF), que atua muito mais como uma agência que supervisiona do que como uma reguladora e burocrática, sendo um ponto super positivo.

O Brasil também é um exemplo

Quando paramos para analisar a realidade da educação brasileira, vemos um paradoxo. Ao mesmo tempo que a educação finlandesa e australiana parecem utópicas ao analisarmos o sistema como um todo, temos, por outro lado, em menor proporção, a escola de Sobral.

A cidade de Sobral fica localizada no interior do estado do Ceará e detém hoje a melhor rede municipal do país, segundo o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação. Essa reforma começou há cerca de 20 anos atrás, quando o então secretário de educação, Ivo Gomes, criou uma estratégia que foi responsável pela elevação dos indicadores de qualidade da educação municipal.

A reforma foi baseada em três eixos: o fortalecimento da gestão escolar – seleção de diretores e professores por critérios meritocráticos, formação continuada, autonomia administrativa, pedagógica e financeira para as escolas; o fortalecimento da ação pedagógica – com a qualificação e organização do trabalho em sala de aula; e a valorização do magistério – com reconhecimento, gratificação por desempenho e qualificação docente.

O Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC), que estabelece a alfabetização de todos os alunos até 7 anos de idade, foi primordial para o desenvolvimento e crescimento da implantação do novo modelo de educação municipal.

Sobral é exemplo para o Brasil de como boa gestão e políticas públicas educacionais com planejamento e foco no aprendizado dos alunos resultam em um salto de qualidade na educação pública.

Modelos que são tão utópicos

Investir no sistema educacional é uma questão essencial para o bom desenvolvimento do Brasil. Aderir ao modelo de integração de todos os setores como na Austrália é uma solução sistêmica que ainda não é contemplada pelo Plano Nacional da Educação.

Vale a pena refletir quanto a realidade brasileira. Quando comparamos esses tipos de sistemas de ensino não é difícil imaginar que estamos falando de um cenário distante para o Brasil. Mas, ao ver Sobral como exemplo de modelo nacional, vemos que tudo deve-se a uma capacidade de se reinventar, como a própria Finlândia.

Com a atual situação do sistema educacional do país, ver modelos como esses são uma boa oportunidade para se repensar valores e metodologias de ensino. Procurar soluções e investir em autonomia, bonificação, integração sistêmica e analisar o novo estilo de vida da população são o caminho para o desenvolvimento econômico do país.

InovaMo, pioneira em levar analytics para o setor de Educação, especialmente para o Ensino Superior. Vencedora do prêmio Digital Transformation Lab (DTL)/Hackathon promovido pela Microsoft ao Grupo Ânima. Primeira e única parceira sobre Big Data da maior organização das Instituições de Ensino Superior do Brasil.

Especialista em levantar insights, fazer previsões e empoderar os clientes com suas aplicações tecnológicas.

Seus dados estão dizendo algo sobre você. A gente te ajuda! Clique aqui para receber novas comunicações da InovaMo.

Acesse aqui entenda melhor sobre os produtos da InovaMo.

  • Inteligência Artificial: algoritmos capazes de prever eventos antes de ocorrerem para Evasão, Captação e Inadimplência. Desta forma, torna-se possível adotar estratégias preventivas e melhorar os indicadores.

  • Presença Digital: Solução em que o processo de chamada é simplificado, pois os alunos registram a frequência através dos próprios celulares. Esta é uma excelente ferramenta de fidelização, pois trabalha o engajamento dos alunos para as aulas presenciais, bem como gerador de dados comportamentais e facilitador do processo de registro de presença, etc.

#Educação #PolíticasPúblicas #DesempenhoAcadêmico #InovaMo #Inovação #Realidade

42 visualizações